Sustentabilidade

Energia híbrida: conheça seu papel para um futuro sustentável!

Foto do autor
Publicado porDelta Energia
7 de outubro de 2022Atualizado há 506 dias e 21 horas
6 mins

Você já imaginou como seria se existisse uma maneira de gerar energia elétrica de uma forma mais sustentável e diversa? A energia híbrida chega para atender justamente essa demanda.

Inovador e disruptivo, esse modelo de geração de eletricidade tem ganhado espaço entre os empresários e chama a atenção do governo por suas características vantajosas. São muitas as possibilidades de combinações de fontes de energia, benefícios e tendências para a energia híbrida no Brasil.

Acompanhe a seguir os detalhes sobre essa novidade mais sustentável!

O que é energia híbrida?

Usina híbrida que produz energia renovável de hidrogênio e energia eólica de aerogeradores.
Sistemas híbridos de energia são aqueles que geram eletricidade a partir de duas ou mais fontes, geralmente renováveis.

A partir de duas ou mais fontes de energia em um ponto de conexão, a energia híbrida mistura diferentes formas de eletricidade. Ela oferece vantagens dos dois modelos, que podem funcionar de forma independente ou em um mesmo sistema.

Um exemplo de energia híbrida muito utilizado é o sistema que combina a energia solar com a energia eólica, chamado de sistema solar-eólico. Esse tipo de energia fornece uma eletricidade eficiente e renovável, o que traz benefícios ao utilizador e para todo planeta.

Na geração de energia eólica são utilizadas as turbinas eólicas, enquanto na captação de energia solar os responsáveis são os painéis fotovoltaicos. Juntos, eles são construídos para gerar uma energia única e funcionam muito bem em lugares mais remotos, onde a energia elétrica tradicional não costuma chegar.

Por conta do aumento da busca da sociedade por fontes de energia renováveis, esse tipo de combinação de energia híbrida está ganhando cada vez mais espaço no mercado, já que une duas fontes verdes em um único sistema.

O sistema solar-eólico é o mais comum, mas existem outras possibilidades de captação de energia híbrida, como solar combinado com fontes térmicas.

Benefícios da energia híbrida

A energia híbrida conta com diversos benefícios para quem a utiliza e para o meio ambiente. Dentre os principais, podemos destacar:

  • Consumo energético reduzido nas distribuidoras;
  • Pouco ou nenhum impacto ambiental;
  • Redução da emissão de gases do efeito estufa, que é potencializado com a energia não renovável;
  • Valor investido retorna rapidamente;
  • Redução na conta de luz, causada pelas taxas mais baixas cobradas por concessionárias pelo uso dos painéis fotovoltaicos;
  • As diferentes tecnologias se complementam na produção de energia híbrida, garantindo sempre o abastecimento dos usuários com estabilidade e eficiência;
  • Mitigação de riscos comerciais;
  • Economia com custos extras de energia elétrica;
  • Quando falamos do sistema de energia eólica-solar, o usuário pode também contar com o aquecimento da água pelos raios solares para o uso noturno.

Desvantagens da energia híbrida

Apesar de apresentar mais vantagens do que desvantagens, a energia híbrida também tem alguns pontos de atenção em sua utilização:

  • Baterias com prazo de validade que vão de 7 a 15 anos, o que faz com que o período de troca seja maior do que os que possuem apenas módulos solares, que duram em média 25 anos;
  • As baterias ocupam mais espaço na instalação, o que demanda um terreno maior;
  • O custo para a instalação do sistema de baterias é mais elevado, o que pode ser um problema para quem busca uma alternativa mais barata a curto prazo.
  • Em função do alto custo das baterias as mesmas precisam de dispositivos de segurança pois são muito visadas, caso instaladas em vias públicas.

Como funcionam as usinas híbridas?

Foto de um poste gerador de energia solar e eólica.
Exemplo de um poste gerador de energia híbrida, um sistema simples que combina captação de energia solar e eólica.

Para a captação de duas fontes de energia em um só sistema, utilizamos as usinas híbridas. Esse tipo de instalação é responsável por captar a fonte renovável do meio ambiente e transformá-la em energia híbrida.

Como exemplo, podemos falar sobre a energia solar-eólica, uma das mais comuns em uso no Brasil. Na usina híbrida, a geração de energia se divide em dois períodos: de dia e de noite.

Durante o dia, a luz solar é responsável por alimentar as baterias quando é captada pelos painéis fotovoltaicos. Já no período da noite, o vento movimenta as pequenas turbinas elétricas e gera a energia híbrida.

Por utilizar a incidência de raios solares e a grande quantidade de vento, esse tipo de sistema precisa ser instalado em uma região que tenha esses dois elementos em abundância, assim, o sucesso da instalação estará garantido.

Vale dizer que a energia híbrida desse tipo de sistema está sendo planejada para atender algumas regiões no Brasil, com características aprovadas pela Aneel.

Existe o projeto-piloto no complexo eólico Ventos, localizado em São Vicente, junto à usina solar fotovoltaica Sol, no Piauí. A previsão é que a geração de energia híbrida nesses locais comece em janeiro de 2023.

Diferenças entre usina híbrida e usina associada

Os sistemas podem ser classificados entre as usinas associadas e as usinas híbridas, que são bem diferentes.

De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), as usinas associadas contam com duas usinas distintas, compartilhando apenas o sistema de conexão e acesso. Por sua vez, a usina híbrida combina duas fontes com um único medidor em toda a produção.

Cenário atual da geração de energia híbrida no Brasil

Vista de um parque eólico localizado em Osório, Brasil.
É possível que, no futuro, novas opções de energia híbrida sejam cada vez mais frequentes no país, como a união da geração eólica com a solar, por exemplo.

Em 2021, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) transmitiu uma nova regulamentação para a geração de energia híbrida no Brasil. A tendência é que essa decisão aumente a produtividade e energia elétrica oriunda de fontes renováveis e de fácil acesso.

Essa ideia acompanha o pensamento mais sustentável das novas gerações, que enxergam na tecnologia o potencial para a utilização de diferentes fontes de energia com eficiência e menos impacto ambiental.

O grande potencial da energia híbrida faz dela uma excelente opção a longo prazo e um bom investimento para empreendedores que buscam bons resultados em um futuro mais sustentável e econômico.

Como saber se a energia híbrida é uma boa opção para o meu negócio?

Esse sistema de energia sustentável está sendo cada vez mais utilizado por empreendedores e empresários que buscam uma alternativa aos métodos convencionais de fornecimento de energia elétrica.

A energia híbrida pode ser uma boa opção para lugares mais remotos, em zonas tropicais, como o Brasil, e com baixo acesso à convencional, geralmente obtida por meio das hidrelétricas.

É comum que ela seja uma boa ideia para comércios grandes, como shoppings e supermercados, centros de pesquisa e até mesmo hospitais.

Se a ideia é economizar e ter um método de energia independente, esse tipo de energia pode ser uma boa opção para o seu negócio a longo prazo e solucionar imprevistos que possam acontecer no uso da energia elétrica convencional.

Gostou desse artigo? Leia mais conteúdos sobre sustentabilidade energética e fontes alternativas de energia em nosso blog!


Posts relacionados

Mantenha-se atualizado

Assine a nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos sobre o mercado de energia
Ao se inscrever, você concorda com nossas políticas de privacidade